Notícias

Notícias (27)


As dúvidas mais comuns, são referentes a dieta dos pacientes diabéticos

 

    Se você controlar o diabetes adequadamente, você pode prevenir ou adiar as complicações. De acordo com uma pesquisa realizadas nos Estados Unidos, as condições associadas ao diabetes causam mais mortes do que o câncer de mama e a Aids, juntas. Duas em cada três pessoas com diabetes morrem em função de problemas cardiovasculares ou derrame. As dúvidas mais comuns, são referentes a dieta dos pacientes diabéticos, quais são os alimentos proibidos? Quais aqueles que são mais indicados? O médico endocrinologista César Penna, tira as principais dúvidas. Confira.


Osteoporose é uma doença metabólica, sistêmica, que acomete os ossos

 

    Após uma certa idade, o ciclo de remodelação óssea é alterado, havendo mais reabsorção do que formação óssea. Isso resulta em ossos mais frágeis e propensos a fraturas. Esses sintomas são conhecidos como osteoporose. De acordo com o endocrinologista César Penna, no organismo, existe um ciclo constante de reabsorção de osso velho e formação de osso jovem. Esse ciclo é chamado de "ciclo de remodelação óssea".


Médico endocrinologista Cesar Penna explica o que é a Síndrome
Metabólica e quando ela ocorre

 

   A síndrome metabólica é caracterizada pela associação de sintomas no individuo, como a diabetes mellitus tipo II, intolerância a glicose, hipertensão arterial, excesso de peso, obesidade e dislipidemia.

   Diabetes mellitus tipo II, intolerância a glicose, hipertensão arterial, excesso de peso, obesidade e dislipidemia são alguns dos sintomas presentes na Síndrome Metabólica. O risco para o desenvolvimento da doença está relacionado à história de obesidade, com todo esse conjunto de fatores, o aumento de risco para doenças cardiovasculares se torna significativo e com o tempo esse risco pode se tornar fatal.

   “A valorização da presença da Síndrome se deu pela constatação de sua relação com doença cardiovascular. Quando presente, a Síndrome Metabólica está relacionada a uma mortalidade geral duas vezes maior que na população normal e mortalidade cardiovascular três vezes maior” explica o médico endocrinologista Cesar Penna.

   Síndrome Metabólica corresponde a um conjunto de doenças cuja base é a resistência insulínica, não existe um único critério aceito universalmente para definir a síndrome, porém, ela está associada ao desenvolvimento de várias doenças agravantes para a saúde. 

   “Não existe ainda uma definição consensual sobre a doença, porém quando todos esses sintomas se reúnem ela é chamada de síndrome. É do conhecimento geral que a obesidade representa um dos mais graves problemas de saúde pública com consequências sérias para o doente” explica o médico.

 

E você, Tem Síndrome Metabólica?

   Segundo os critérios brasileiros, a Síndrome Metabólica ocorre quando estão presentes três dos cinco critérios abaixo: Obesidade central - circunferência da cintura superior a 88 cm na mulher e 102 cm no homem; Hipertensão Arterial - pressão arterial sistólica ³ 130 e/ou pressão arterial diatólica ³ 85 mmHg; Glicemia alterada (glicemia ³110 mg/dl) ou diagnóstico de Diabetes; Triglicerídeos ³ 150 mg/dl; HDL colesterol £ 40 mg/dl em homens e £50 mg/dl em mulheres

 

Eu tenho Síndrome metabólica: e agora?

   Pelo fato da Síndrome Metabólica estar associada a maior número de eventos cardiovasculares é importante o tratamento dos componentes da Síndrome. É fundamental que seja adotado um estilo de vida saudável, evitando fumo, realizando atividades físicas e perdendo peso. Em alguns casos o uso de medicação se faz fundamental. Um endocrinologista pode avaliar e orientar seu caso especificamente.

 

 

Fonte: Folha de Boa Vista


O autoexame é muito importante. O paciente deve examinar os
pés diariamente em um lugar bem iluminado

 

    Quem tem diabetes sabe que deve tomar cuidados especiais com a saúde. Um deles é proteger os pés de fatores que podem levá-los até a amputação. De acordo com o endocrinologista Cesar Penna, diabéticos precisam ter cuidados redobrados com os pés, mantê-los sempre limpos, lavar com água morna, e nunca quente, para evitar queimaduras e machucados. Além disso, os exames devem ser feitos mesmo sem os sintomas.


A pesquisa foi realizada na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos que
acompanhou cerca de 16.945 mulheres e seus 24.289 filho

 

    Uma nova pesquisa publicada esta semana na revista científica BMJ traz mais uma grande motivação para as mães manterem hábitos mais saudáveis. A pesquisa mostra que o modelo materno e paterno está diretamente ligado à possibilidade dos filhos em se tornarem adultos obesos.


A deficiência de testosterona está associada com sintomas que
incluem diminuição do desejo sexual e fadiga

 

    Diminuição do desejo sexual, problemas de ereção, fadiga, osteoporose, humor deprimido, massa muscular reduzida e aumento da gordura abdominal podem estar associadas à deficiência de testosterona. A partir dos 30 anos de idade do homem, ocorre uma lenta e gradual diminuição dos níveis de testosterona, essa diminuição também associada a um número grande de questões referentes à saúde dos homens, tais como: diabetes, obesidade, síndrome metabólica e fraturas ósseas. 


Médico diz que pais não devem se preocupar com a baixa estatura de crianças

 

    O crescimento lento ocorre quando a criança cresce menos do que o esperado. A velocidade de crescimento é definida por diferentes fatores e muitas das vezes, os pais não devem ficar alarmados. Embora a avaliação clínica de crianças tenha por objetivo afastar alguma condição associada à deficiência de hormônio do crescimento, hipotireoidismo, síndromes genéticas ou doenças crônicas, após os exames, a maioria das crianças recebe, o diagnóstico de baixa estatura idiopática.


A medicação também está sendo usado para emagrecer, o que pode causar riscos à saúde

 

     Pacientes com hipotireoidismo sofrem de insuficiência hormonal, e por isso, muitas delas acabam ganhando peso. De acordo com o médico endocrinologista Cesar Penna, um dos tratamentos mais comuns, é ingerir formas sintéticas do hormônio T4 comercializado facilmente no Brasil. Porém, o remédio também está sendo usado para emagrecer, o que pode causar riscos à saúde.


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a quantidade ideal para o consumo diário
de água é de 2,5 L para um homem de 70 kg e 2,2 L para uma mulher de 58 kg

 

    O exagero nos dias de jogos pode fazer com que a pessoa se sinta mal e acabe perdendo um dos momentos mais importantes para quem torce pelo Brasil durante os jogos. Desconforto abdominal, mal-estar são algumas das reclamações mais comuns para quem exagera na bebida e comida e fica com a famosa ressaca.


Segundo especialista, a prática de exercícios físicos e uma alimentação
saudável ajudam a manter os níveis em conformidade

 

    É comum acreditar que o colesterol é uma substância maléfica e faz mal ao organismo, poucas pessoas sabem que ele é primordial para o funcionamento do corpo humano. Segundo o médico endocrinologista, Cesar Penna, no entanto, os níveis do colesterol para a saúde devem estar sempre controlados.

Página 1 de 2
Topo